quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Azul Olhar

Imagem relacionada

O dia seguiu tranquilo
das tranquilidades de dias fáceis e sorrisos largos
ouvi a canção atravessando fronteiras
Cheguei bem perto
Um lugar chamado Inclusão
Sigo os Sonhos dos Loucos
Se loucura diz de Nós as Poesias Sentidas
a Beleza do Olhar na Flor que se abre
O Perfume da Lua
No halito da Noite
Hábito de Ficar olhando um Lugar no Céu
O Sul
Habito em Mim
O Sol
o Sal
As águas azuis do teu Olhar!!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Sim!!

Resultado de imagem para vaso com flores

Hoje olhamos para tudo o que foi excluído
Na inocência fomos deixando para Lá
Escondíamos
Guardando
As dores
De nós mesmos
Fomos deixando para outro dia
Deixando


Inocência
Pensávamos que lá ficariam
...

Viramos a esquina
Os excluídos estavam a espera
Olhavam para Nós
Lágrimas na face
Peito apertado
Um corpo ardendo ausência
Outro arrastando a culpa
Debilitada
Criança carregando
Excluídos!

Olhamos para as Mazelas
Ensaiamos frases
Deixamos as dores Falarem por Nós
Nos Libertamos com Olhar Amoroso

A Tudo que foi
do Jeito que foi
O Melhor que puderam
Nos Dar
Foi de Bom Tamanho
Suficiente.

Aceitamos
Incluímos!!!

Seguimos mais Leves!!

Dissemos
Sim!

Tudo faz parte da Vida!


(Olhar Sistêmico de Imenso Amor!!)





sábado, 20 de maio de 2017

...sobre chuvas e voos

...aqui as águas chegaram antes
deslizando nas folhas
Molhando a Noite fria
Pensava no voo
Nuvens carregadas amanheceram
sobre os rios
Transito lento
Transita pensamentos Lentos
Olhar Presente no fluxo da Vida
Acontece algo em Você
Quando descreve o Trajeto
Imensa Vida Imensa
Observas as Lindas e carregadas Nuvens (Presença!)
Pode alçar Voos
Tudo acontece no seu Tempo
A espera
Olhar atento à beleza que te rodeia
A certeza que chuvas combinam com Voos
Voar Além!
A espera aqui
 Outras Vidas outros Voos
Histórias que te aguardam
E guardam lembranças de Chuvas
Viagem muito Além de Nós
O toque do Olhar desliza Lento nos pensamentos
Na Tela da Noite
A chuva Voa em Mim
Vai desenhando uma Estrada
Voos e chuvas
Gostamos do Frio
Da Estação que logo
Vem!

(ainda chove e voo)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Sonhar a Luz


...as palavras primeiras não fizeram muito sentido, eram novas, havia musicalidade na voz, senti aos poucos o Sentido, fazia sentido ....
foi fazendo sentido a medida que desenhavas as estrelas, a lua, a luz, o prisma, as cores,
 A Vida, átomos, moléculas...
O brilho no Olhar contagiou aqueles que ouviam sobre a Luz sobre a Existência...existência.
Existir fez Sentido e todas as explicações sobre a Vida e as Cargas, as dores...
Passei a entender
Prestei mais atenção
Desconstruí meu saber
Esvaziei-me
As palavras primeiras e o sentido do Olhar
Brilharam mais
Perto do fim
As palavras chegaram mais em mim
Cada vez mais as Estrelas brilharam
A voz e a musica
A Luz!
Acordei muitas vezes
A voz rodeada de brilho
Fractais deslizavam no Tempo
Tocavam a pele os Sentidos
Senti
Fazia sentido
O Universo
A Estrada
A Luz
Os Sonhos
A Vida!


quinta-feira, 16 de março de 2017




...os primeiros raios do dia entre o branco nuvem 
meu olhar buscava o amanhecer

Acordamos

Acordo sairmos cedo
Era cedo, acho até que muito Cedo

matizes de cinza...dia cinzento, 
dias assim 

fomos olhando o Tempo
o Dia

de algum lugar na estrada
o céu azul das curvas montanhosas
rabiscavam dourados riscos 
sempre era um grande risco

Eu e você e o Silêncio!

vivíamos a Vida 
minuciosamente
Cada Silêncio
Cada Amanhecer

As chuvas chegando Outono!




(mARa LUciA)

sexta-feira, 25 de julho de 2014

pequenos sentimentos...





...desses dias que o Tempo te mostra que tudo vale muito e cada marca é apenas uma lembrança que te faz seguir os dias
vale voltar e reescrever, reeditar...

escolher as palavras que parecem sorrir, 
elas acordam lembranças e manhãs 


outro dia e percebo que as palavras nunca morreram, 
estavam adormecidas...

...
e toda vez que te percebo, 
Percebo em mim
Você!

...
e Você percebe os fragmentos que um dia foram qualquer coisa










sábado, 5 de julho de 2014

meias-palavras...

...sentei contigo nas esquinas do Mundo, segurei tuas mãos, escutei teus segredos, respondi teus chamados, senti tuas dores dentro das minhas...
Viajei junto dos teus pensamentos
Tive medo quando  tivestes medo.

Fiquei olhando enquanto seguias
caminhos diversos
 do que Sonhamos!

... sinto que já não são as minhas mãos
Já não são Nossos sonhos!

...parti antes,  também chorei, fiquei triste
pensei que  me ouvias...Pensei que me sentias...

Vou sentar nas esquinas por onde passamos
Vou deitar  nas Estrelas onde juntos ficamos
Desenhando nossos desejos...

Talvez seja tarde
Talvez seja tudo Ilusão
Talvez  não me ouças
Talvez nos enganamos
Talvez  nunca me Entendestes!

Então não faz sentido
Eu desejar que  não chores
Que  não fiques triste,
porque meus desejos
são apenas Meus!

E como areia de um Tempo
Estão deslizando por entre meus dedos
 percebo que nada entendestes!

Meias-palavas
para
Meias-perguntas.

(Uma história para Mari)