domingo, 13 de março de 2011

Algo Assim



Meu amor é algo assim:

Algo passado
presente
pecado
ausente!

Calado
Velado
Falado
Gritado!

Exagerado
Silenciado

Algo assim...

Presença
Constante
Lembrança

O desejo do Instante!

Meu amor é assim:

Estampado no rosto
No VerSo que escrevo
No Sol que eu vejo
A pressa do beijo
Quando penso em VOCÊ!

quinta-feira, 10 de março de 2011

o vento


Fecho meus olhos
Percebo os sinais
Nos dias que passam

E voam
Vão

Lá fora o Vento
Suave quase um carinho
Acariciando folhas

Vento que volta
Todos os dias
Nas manhãs
Tardes
Noites

Traz d’outro Tempo
Outras lembranças
Outro toque
Outra Folha
Outro dia

Deixa com seu movimento
Um leve torpor nas Folhas
Elas embevecidas
Bailam extasiadas ao seu toque

Vento Cálido
Vento Amante
Vento Fugaz

As Folhas CAem
Outras
Esperam
Esperam

O Tempo do Vento

Outras
Esquecem
Esquecem

Que o Vento É
Suave
Sutil
Silencioso

Anuncia sempre o Prazer
Do toque nas folhas
Elas deixam-se Ficar
Entregues a volúpia do Vento

Até que de súbito Ele
Transforma-se em
Vento Forte
Mais
Mais
Mais

E vai
Ela cai!

(Em cada tempo uma folha e o mesmo Vento)

quinta-feira, 3 de março de 2011

Volta




Envolta nas lembranças
...Serena volta
Sentimentos desejados
Como água em dias quentes
Na pele árida
Sedenta de ti!

Hora em que o vento azul suave
Me desperta na madrugada

Azul da Noite
Azul do quarto
Azul da tela
Azul Olhar!

Esse toque tão azul
Já Não importa a Solidão
Quero ficar apenas nesse instante
Nua entre tuas palavras e teus lábios!

Coberta pelo aroma quente da saliva
Solta entre teus movimentos
Presa dos teus desejos!

Permanecer enquanto o tempo passa
Ouvindo o dia que se aproxima
Dentro do Teu abraço!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Só o Amor faz Sentido...


Acho que aprendi contigo a
Amar e sonhar

Será que hoje
Saberias me Amar?

Trago nos lábios palavras
Que anseias ouvir.

Talvez só percebas A Felicidade
Quando souber que Podes Amar

Sempre! mais e Mais...

(mARa)

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Meditação


Busco o Silêncio
Dentro de Mim

Encontro Você!

Busco Você
Dentro de Mim

Encontro
Silêncio!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

desse nosso desejo


Amanhece
Um infinito desejo de desejar-te
Não o óbvio

Mas o infinito desejo da Utopia
Que me faz desejar
Flores
Cores
Alegrias em teus Dias!

Para sempre e mais um dia!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Você



Luz
Noite
Treva
Amanhecer

Quando Luz me ilumina
Noite de Sonhos

Quando Treva me ensina

Quando Amanhece
Deseja-me
Beijos salpicados de
Cores e Saudades

E como se fora ainda primavera
Teus lábios desenham pequenos
Círculos coloridos em meu ventre

Floridos
Desejos
Colorem
O
momEnto!