quinta-feira, 10 de março de 2011

o vento


Fecho meus olhos
Percebo os sinais
Nos dias que passam

E voam
Vão

Lá fora o Vento
Suave quase um carinho
Acariciando folhas

Vento que volta
Todos os dias
Nas manhãs
Tardes
Noites

Traz d’outro Tempo
Outras lembranças
Outro toque
Outra Folha
Outro dia

Deixa com seu movimento
Um leve torpor nas Folhas
Elas embevecidas
Bailam extasiadas ao seu toque

Vento Cálido
Vento Amante
Vento Fugaz

As Folhas CAem
Outras
Esperam
Esperam

O Tempo do Vento

Outras
Esquecem
Esquecem

Que o Vento É
Suave
Sutil
Silencioso

Anuncia sempre o Prazer
Do toque nas folhas
Elas deixam-se Ficar
Entregues a volúpia do Vento

Até que de súbito Ele
Transforma-se em
Vento Forte
Mais
Mais
Mais

E vai
Ela cai!

(Em cada tempo uma folha e o mesmo Vento)

9 comentários:

Memória de Elefante disse...

Ventos e vendavais
corpo e alma afetam
lágrimas correm
transformam
o rio do tempo...

Um beijo

Ingrid disse...

me deixei levar no teu vento querida...
delicosas sensações...
beijos..

SAM disse...

Um poema delicioso de ler e lindo em versos, Mara!


Carinhoso beijo.

Everson Russo disse...

Vento que nos toca,,,nos acaricia..nos deisa arrepiados de sonhar,,,desejar e de amar....beijos querida e um lindo final de semana pra ti.

T@CITO/XANADU disse...

Mais importante do que aquilo que o vento traz, é o que ele leva...

Beijos
Tácito

Paula Barros disse...

Vento que vem e que vai, passa acariciando, no seu tempo, do seu jeito, leve, forte, sempre o vento, atento vento a tocar a folha.

abraço

Everson Russo disse...

Trazendo uma flor da madrugada pra desejar bom sabado....beijos e beijos.

Adolfo Payés disse...

Que bello es leerte siempre.. un beso..


Espero pases un fin de semana de los mejores.. suerte en todo

Un abrazo
Saludos fraternos..

Everson Russo disse...

Um belissimo domingo pra ti minha querida amiga, e uma semana cheia de paz, amor e poesia...beijos e beijos.

Postar um comentário