terça-feira, 15 de outubro de 2013

palavras insólitas



procurei entendê-las
(naquele dia)
tal qual ditas ou desditas
(palavras )

inquietas
incertas
incoerentes
dissequei-as como cadáver na mesa gelada
tentando encontrar ali um sopro sequer

elas tão poéticas
imploravam um minuto de atenção
demorei-me nelas mais, bem além do que pediam

-nunca desista de Mim.

os poetas
sempre dizem aquilo que não querem
ou se querem nem sabem
querer

(as palavras)

apenas dizem,
conjecturas
palavras
oblíquas.

19 comentários:

Blue disse...

Declaração de amor por escrito,
é belo e lindo,
mas não passa de um amor poético.

Amor verdadeiro é muito mais
do que lindas palavras

Amor de sangue
é aquele que quando se sente o roçar da pele
algo acontece com o corpo da gente.

Este até o cadáver na mesa gelada
leva junto aos céus!

Beijo

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

As palavras...por vezes acariciam e outras ferem.
Maravilhoso poema que adorei ler.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

mARa disse...

Blue, tens razão amor é mais do que algo escrito, está além das letras, amor é pele, amor é um sentimento químico.

Agradeço teu carinho, sempre!

Bjão!

mARa disse...

Rosa Maria Sonhadora, sim as palavras tem esse poder de edificar ou destruir.

Bjão!

Anônimo disse...

mARa! nunca desista das palavras, elas são poesias e sentimentos, sem elas como saber como vai você?

Pérola disse...

Palavras que podem ser tudo.

Beijos

Uma aprendiz disse...

Olá!
Passo sempre por aqui, agora vou comentar.
Os poetas têm o poder de nos prender em teias irreais.
As vezes penso que seja medo de amar.
No mundo dos sonhos tudo é tão perfeito e maravilhoso.
Soltam-se palavras ao vento e elas voam de encontro aos corações sensíveis. Sem dúvida, uma delícia.
Mas, como disse o Blue, o amor real envolve comprometimento, relacionamento. Olho no olho e pele na pele.

Tudo é questão de escolha.

beijos

O Sibarita disse...

Ei moça! kkkkkk Pois é, as palavras... kkkkkkkk Sem elas o mundo não seria mundo e eu não estaria aqui, né não? kkkkkkk

mARa disse...

Já tentei parar, mas as palavras, ah! quão prazerosas são, quando vão se entrelaçando, um arranjo aqui outro ali e nossos sentimentos e nossos dizeres, nossos falares, tomam forma, isso é bacana. Estou no caminho!

Agradeço teu carinho.

mARa disse...

Sim, podem...um relato, um histórico, crônicas, era uma vez, algo assim algo sem fim...

bjão

mARa disse...

Sim, é isso Blue fala com propriedade, que amor é comprometimento. Quanto aos poetas, gosto imenso de poesias, escritas de uma realidade ficticia, gosto do timbre e do som de algumas poesias, que envolvem nos levando a sentir na pele, mas confesso,não gosto de poetas.

mARa disse...

kkkkkkk....o risada boa!
Você me contagia de alegria, aimopai, coisa boa!

bjão!

Bandys disse...

Algumas palavras nesse horizonte lilas lindo.
Que cada dia te traga um enorme bem! E essencialmente, o bem de não se permitir que ele finde sem que tenhas plantado uma mudinha de amor...em silêncio e modestamente, em algum coração.

Beijos

O Sibarita disse...

E quando vai postar novamente? Palavras não faltam, né não? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O Sibarita

O Sibarita disse...

Conjecturando, ômopai! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O Sibarita

mARa disse...

Bandys que lindas palavras. É verdade preciso é plantar o amor.

bjão!

mARa disse...

Siba meu rei, falta não!

bjo grande!

mARa disse...

ômopai, conjecturando viche.

bjão!

Pérola disse...

As palavras...que seriamos de nós sem elas?

Beijos

Postar um comentário