quarta-feira, 3 de abril de 2013

...toque Azul



...às vezes nos distanciamos
Como se déssemos um Tempo
Ficamos uns tempos distantes
E tão perto em pensamentos
Sentindo a proximidade da pele
No toque do lençol Azul.

...deixamos os dias deslizar no fluxo do tempo,
Separados, distantes, nunca ausentes.

...ausências são mais do que simples viagens.
Se você está tão perto e tão envolto noutros pensamentos
Sinto te dizer tua presença é Ausência.

...então com o tempo aprendemos que podemos viajar,
Noutro lugar, outras ruas, outras gentes, separados, distantes,
Jamais ausentes.

...porque tua presença está aqui dentro do meu peito
Dentro de tudo o que me faz Feliz, desde teu sorriso até
O grave da tua voz rouca, teu olhar Azul, tua Luz.

...as vezes nos distanciamos
Ficamos um tempo longe
Na certeza do toque Azul do regresso.

15 comentários:

Doce Essencia disse...

Querida Borboleta Lilás

Saudades de te visitar...
*Longos Suspiros*
E essa epoca...me deixa mesmo nostalgica...rs
Teu poema e lindo !
Diz muito de mim,em casa linha,em cada azul (ou seria verde ? )
E bom receber tua visita no Jardim...lá anda muito solitario...assim como eu a bater as asas...
Doces Beijos

Doce Essencia

Princesa do Mar disse...

E a ausência não existe, quando os corações estão abraçados um ao outro...

Um beijo do mar

Anônimo disse...

mARa, afastar nem sempre é ser ausente. Tenho afastamentos também, todos temos, embora muitas vezes não quiséssemos. Você está certa!
*

Anônimo disse...

O pensamento parece uma coisa doida...Mas como é que a gente voa quando começa a pensar....

mARa disse...

Querido (a), parece doido e é tão bom poder voar sentindo o vento da emoção percorrer cada recanto nosso, então somos Pensamentos!

abço fraterno!

mARa disse...

Agradeço imenso teu comentário, e não tenho a pretensão de estar certa, porém se acha que estou certa é porque se identificou com a escrita, essa é a intenção.

abço fraterno!

mARa disse...

Querida das águas salgadas, azuis e belas. Sim, quando os corações estão juntos, embora paradoxal, as vezes estão tão juntos, unos, isso parece Vida.

abço fraterno!

mARa disse...

Essência, essencial, presencial, guria linda! teu espaço está silencioso, porém há silêncios que dizem tanto, esse é o teu momento! é válido, é essencial.

As vezes meus pensamentos parecem nostálgicos, no entanto afirmo que são momentos contemporâneos.

abço fraterno.

mARa disse...

Em tempo, bom ler você, me provoca risos, pessoa anônima.

Cadinho RoCo disse...

A distância só nos deixa distantes quando permitimos.
Cadinho RoCo

mARa disse...

É verdade, somente quando permitimos.

Abço fraterno!

Blue disse...

Essa distância no horizonte azul do céu,
é apenas física,
pois no lilás horizonte do coração,
o regresso sempre fala mais alto,
porque se sabe,
que o lençol ainda tem,
o cheiro da amada!

Beijo

mARa disse...

Blue, a energia lilás transmuta e se está o coração envolto nela, esperamos que a paz se faça em nós apesar de qualquer distância, e que nunca seja ausência e que o retorno dos bons momentos se façam presentes em nós.

Abço fraterno!

O Sibarita disse...

Verdade, o toque azul do regresso nos faz viver mais e mais, a esperança morre por último, oi que bom! kkkk


Sempre uma boa escrita!

O Sibarita

mARa disse...

Sim, a esperança é eterna, bom que não morra mesmo, rsssss...

bjo!

Postar um comentário