domingo, 25 de maio de 2014

...vinte e cinco dias de um mês qualquer...






...dessas longas noites barulhentas trago comigo tua voz, por vezes atropelando meus sentimentos, 
tal qual as paixões devastando a razão...

Corta na carne e sangra saudades escorrendo na pele

...mesmo que pareça loucura
e eu esteja realmente Louco...
deixa tocar teu semblante
desenhar teu rosto sob meus dedos
desejar tua respiração na minha Boca!

...deixe-me experimentar o toque sútil
dessa fração de segundo
driblando o Tempo 
o Espaço
o Vazio 
[ ] 

ensina-me então
Física Quantica
Desdobrar-Me
Ter Você

Socorre-me
Nessa Viagem
Astral

Onde estás?
Entre os querubins
Heloins
Anciões?
Onde... ?
diz-Me

...desculpe...

posso contar os meus Medos?
você entende?
 Medo de acordar sem Você
De amanhecer um dia e Você já ter Partido
De falar com as Paredes
De...Beijar Você em outra Boca!

Meus medos
Minha fraqueza
Minha Lista de afazeres
Meus compromissos
Minha vida sem Você!


[...]

(uma história para Mari)






Um comentário:

ANNA disse...

Te dejo mi blog de poesia por si quieres criticar gracias.
Me gusta mucho el tuyo.
http://anna-historias.blogspot.com.es

Postar um comentário