quinta-feira, 9 de agosto de 2012

ExistênciA


Das coisas que não posso mudar, Aceito.
E tudo aquilo que Aceito
Muda algo dentro de Mim!

Daquilo que não posso ter, Entendo.
E tudo aquilo que Entendo
Existe dentro de Mim!

11 comentários:

El Gaucho Santillán disse...

Beleza.

Gostei muito.

Um abraco

Ingrid disse...

uau!!!
perfeito..
levando comigo tá?
beijos..

MM - Lisboa disse...

Dá que pensar!
Bjinho

Luciana Marinho disse...

"horizonte lilás" é feito da simplicidade que eu gosto de ser tocada. um abraço!

Anônimo disse...

s
a
u
d
a
d
e
s

e
s

e

s

mARa disse...

A verticalidade dos esses das saudades, som mesmo de saudades! A Criatividade continua em Você! Abraço Fraterno!

Anônimo disse...

As lembranças horizontais são inesquecíveis na verticalidade das sincronicidades no Universo ~
a
braço

fra
eterno

silvioafonso disse...

.


Não me importa a cor do horizonte.
Importa é a distância do arco-íris.

Confira em minha página.

silvioafonso





.

Bandys disse...

Mara,
Um canto a serenidade.
Esse Horizonte lilás é de uma beleza
que sinto no labirinto da minha alma.
Fico feliz quando te vejo por lá.
Beijos e uma semana cheia de paz.

Everson Russo disse...

A busca eterna do equilíbrio e paz interior...ser feliz é estar de bem consigo mesmo e com a vida...beijos menina linda...ótima semana com flores e poemas pra ti.

Anna Amorim disse...

mARa,

O que não podemos mudar, o que precisamos acolher em nós. Tarefas dificies descritas poeticamente.

Grata surpresa ter tua presença no PALAVRA DE MULHER. depois de um tempo.

Convido a conhecer o Diálogos com a Psicologia e Psicanálise: http://anafariaspsicologa.blogspot.com.br/

Beijos e um início de semana pleno de inspirações,

Postar um comentário