quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Evento





Era a mesma estrada na madrugada e os pensamentos eram outros pensamentos, entrecortados por relâmpagos pairando o céu cor de Tempestade.

Os pensamentos iam à mesma velocidade dos raios.

Outro Tempo.

Outro clarão repentino trazia-me um breve presente de Solidão, a estrada não era veloz, os desejos eram calmaria, já não eram rompantes, nem primários, tampouco geravam fulgores proibidos.

A tempestade anunciada contrastava com meus sentimentos de garoa na serra, chuva de dezembro deslizando nas pedras brancas, olhar no verde dos dias, dentro do teu olhar azul.

Agora o Tempo, as Lembranças, os Raios, a Tempestade nada importava.

Na agenda risquei a data, um horário, um longo beijo no meio da madrugada!

15 comentários:

Luna disse...

o tempo passa os pensamentos ficam, as recordações vagueiam os sentimentos ficam
bjs

El Gaucho Santillán disse...

Acho que vocé é certa: NADA IMPORTA.

Belo poema.

Um abraco.

Anônimo disse...

Um encontro, uma espera, um evento! ~~

Bandys disse...

Mara minha linda,
delicia de texto.
na verdade não importa mesmo o tempo e
sim esse beijo demorado na madrugada.
Eu adoro a madrugada.
Beijos meus
ps: suas flores estão belas.

Everson Russo disse...

Esse cenário madrugante que muito nos cativa,,,nos conta segredos,,,nos rouba a paz...essa solidão vazia,,,medo do infinito,,,raios...relampagos e trovoes da alma.....beijos e flores de uma linda noite com cores de horizonte pra ti...

:.tossan® disse...

Um show de poesia se assim posso dizer! É um prazer visitar este espaço maravilhoso! Bela colheita. Beijo

MINHA VIDA DE CAMPO disse...

Linda poesia, muito sábia essa comparação, pois a paixão é uma tempestade com raios mas também com lindos amanhecer.
Adorei sua visita.
Tenha uma ótima sexta.

Everson Russo disse...

Um belo final de semana pra ti minha amiga querida,,,muita paz poesias e flores coloridas....beijos e beijos...

Everson Russo disse...

Um lindo sábado pra ti minha amiga,,,repleto de poesias,,,flores e cores....beijos e beijos...

Angela disse...

Que lindo!!!
bjs

Blue disse...

Noutros tempos,
Outros eventos.

No clarão da tempestade,
A solidão mostra sua cara metade.

Mas nos raios de luz,
Vem sempre a lembrança da mARa feliz,
Que com um beijo no meio da madrugada,
Faz com o céu volte sempre a ser azul!

Beijo

mARa disse...

Blue, lindo! Você é Querido!
Agradeço imenso teu carinho!

Bjo!

Tatinha disse...

É menina.... palavras cheias de sentimentos! Dizem que na morte a gente esquece... nada mais que um ledo engano! principalmente quando em vida tudo foi muito denso e lindo! Obrigada pela visita!

Bandys disse...

Mara, moça do nosso horizonte,
passando para deixar um beijo

Já que não tinha novidades reguei as plantas.rs
beijos

MINHA VIDA DE CAMPO disse...

Lindo poema, todo rompante de paixão tem o ápice e as vezes um fim dramático.
Tenha uma ótima semana.

Postar um comentário