quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Pretexto



Esperei como nunca a chuva, tinha urgência das águas.
Precisava de um pretexto:
Deixar junto às gotas da chuva
Rolar as lágrimas livres pela face.
Como os pingos escorrem suaves no caule verde
Queria que a chuva levasse
Lavasse os sentimentos tão verdes
Enganei-me com o Tempo
Meu olhar se perdeu no Horizonte
Esperei que chovesse
Não choveu,
Apenas dos meus
Olhos
Choveu
Você!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Existe um grito do que passou
Em cada pedaço do que sou
O tempo do silencio fragmentou
todos meus gritos
Em mil pedaços
Som que não some

Apenas consome!

21 comentários:

T@CITO/XANADU disse...

Incendeie tudo se
você achar que
tudo está
errado

Quebre sua vida e
incendeie os
cacos...

(Extremismo?)

Tácito

Daisy Libório disse...

Deu para sentir!

Tem sons que nunca somem, e que nos consomem aos poucos...

cada vez mais lindo seu trabalho, viu!?

bjão

Aislin Nahimana disse...

belo poema!

bjosss!!!


aislinnahimana.blogger.com.br

Akhen disse...

Layara

Poema lindo e triste. Não deixe chover seus olhos negros.

Para que seus olhos riam

A chuva caiu em pingos
leves,
pensei ser doce
como toda a chuva.
Nem mesmo a que escorria
dos caules verdes
das flores molhadas
a sede me mataria.
Como as perolas de chuva
que rolaram dos seus olhos
era salgada a água
que na face me corria.
Recordei você
e minhas lágrimas
se juntaram à chuva.

Paz e Luz no seu caminho

saudade disse...

Quantas vezes o tempo nos engana, quando chove nós rimos, quando o sol brilha nós choramos...
Saudade

A Magia da Noite disse...

a chuva será sempre resultado das lágrimas que nela dissolvemos, por isso o mar sabe a sal do que choramos.

Tatiane Trajano disse...

E de vez em quando, você me chove!

=/

O Sibarita disse...

Choveu, foi? kkkkk Que porreta lá ele chover no seu olhar! kkkkkkkk

Na próxima vez use a sombrinha, viu? kkkkkkk Ah fia, depois da chuva abre o sol e ai aproveite, se bronzei, esqueça quem choveu no seu olhar! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Muito do bacana esse poema, sabe tudo essa menina, escreve como nunca o sentimento.

bjs
ZéCorró

Everson Russo disse...

Chuvas nos trazem paz, nos lavam a alma, nos inspiram, ficar contando pingos de chuva da janela já é um otimo pretexto pra amar, amar sem fim, sem noção, sem rumo, tudo que a gente busca é o que vem do infinito, mesmo que seja o nosso proprio infinito...lindo seu poema, me fez essa viagem...beijos e otimo final de semana.

Sonia Schmorantz disse...

É um lindo poema, uma chuva que inspira amor, que inspira poesia
beijos, lindo fim de semana

EDUARDO POISL disse...

Hoje passando para te ler e desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho

"É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar.
É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final.
Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes em casa me esconder.
Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver..."
Martin Luther King

Abraços com todo meu carinho

Luciana P. disse...

Eita, que esse horizonte que você avistou estava mesmo inspirador. Adorei esse texto, meio pros-poética, meio melodia de música. Soa bem aos ouvidos. Experimente lê-lo em voz alta. É lindo. Tenho essa mania!
Fiquei aqui pensando, como seria chorar na chuva. Acho que seria alienante e confortável, seria muito bom camuflar-se com a chuva e se sentir como ela.
Dos meus olhos choveu você... essa linda metáfora traduz exatamente os sentimentos de alguém com saudade, ou lembrando de algum fato importante. Adorei isso!

Beijos e bom final de semana, com sol, espero, rsrsrs, sem chuva nem tempo nebuloso.

Amanda disse...

Que as lembranças sejam motivos de muitas alegrias na sua vida e se as lágrimas surgirem, que sejam por motivos de significados inesquecíveis.

Bom final de semana.

Saudades de você guria.

Beijos em versos!!!

Tatiane Trajano disse...

tem selinho pra vc lá no blog.
=)

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, Menina do Horizonte Sempre Lilás!
Linda postagem, eu amei por demais!
Pretexto para chorar e amar? Não é necessário.
Se vem de alma, deixe sair sem pretexto. Basta lembrar que "depois da tempestade sempre vem a Bonança"!
Já quanto ao grito é isso mesmo. Basta recolhê-los, com cuidado, juntar os cacos relevantes para a reformulação, pensando sempre no renovo!
Beijos e abraços, querida!
Bom domingo e Linda semana,
Renata

Bandys disse...

Que lindo.
Falar o que??
Que a lagrima é o arco iris do amor, logo logo o sol vai aparecer e trazer o calor, o aconchego.

Beijos daqui pro seu horizonte lilás!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Néctar da Flor faz a primeira Blogagem Coletiva onde o tema é: Um conto de amor com cheiro de Néctar da Flor. É com muita felicidade que convidamos todos a conhecer um mundo encantado que há dentro de cada um. Conte um conto, seja personagem da sua história e sinta cada palavra escrita na hora que for contar.


As 10 melhores postagens com o tema levarão um layout personalizado ou uma página de scrapbooking digital. O restante das informações já estão incluídas na imagem acima e a inscrição já está aberta.


Basta colocar nessa postagem o seu nome, o nome do blog que irá concorrer e o email.


Faça parte dessa festa... que festa?


Aquela que se fantasia com emoção...


... VEM?


Obs: Quem for participar tem que levar esse selo abaixo e deixar visível para todos verem.

Everson Russo disse...

Minha querida amiga, seu comentario me emocionou, obrigado pelo carinho, pelo colorido que voce da ao meu horizonte, que ultimamente não anda tão belo, anda cinza, triste, sem vontade de escrever, literalmente, mas nao consigo, quanto mais evito, mais a caneta, o papel e o teclado fazem o trabalho por mim...é louco isso, to mesmo precisando daquele colo...rs...beijos querida e uma belissima semana pra ti....se tiver chuva ai, por favor, sopra tudo pra cá....beijos....

Saulo Nunes disse...

Layara qerida tem Drummond la no blog é pra vc tbm!!!

lindo aki
...prende, inebria, entontece
És fascinação, amor!!!
kkk

bjo_na__alma!

Everson Russo disse...

Mesmo que voce não responda, eu posso perguntar? rs..rs..rs..não tem chovido por ai? o sol não tem brilhado? passaros não tem cantado? a brisa não tem soprado ventos com perfme de amor? a janela olhando pra lua ou a lua olhando pra janela não tem dito nada? então, deixo uma folha em branco e um lápis lilás pra voce escrever as respostas em forma de poesia, que são sua alma e fazem falta...beijos e um lindo dia, do meu horizonte pro seu horizonte....

Daniel Hiver disse...

As chuvas derrubam casas... fazem cair barreiras... Arrastam carros... Mas as vezes nossas emoções são muito mais fortes enão conseguimos represá-las.

Postar um comentário