terça-feira, 14 de julho de 2009

Poetizar


Não queria poetizar
Queria apenas amar.
Aos poucos você foi
Introduzindo palavras
Em mim, lentamente.
Lentamente foi tirando
Palavras, lentamente
Colocando palavras e
Tirando palavras.

Tomou-as Uma a uma
Lentamente,
Avidamente.

Em meu corpo deslizou
Palavras sussurradas dos teus
Lábios aos lábios meus

Agora vou mudar
 contigo
Vou estar, além muito além
 além muito além do
mar.

... vou estar contigo
Nesse espaço infinito

Germinar palavras

Poetizar?

Deixo para os Poetas

Que Sabem Amar!

10 comentários:

εïз εïз Doce Essencia εïз εïз disse...

Bom Dia Layara

Obrigada pelo carinho.

Estou deveras com problemas de conexao e qdo tenho uma brechinha venho correndo ver os amigos.
Este poema e maravilhoso,cheio de paixao...amor...*suspiros* e ca ficou eu maravilhada !
Mas,tao logo possa volto outras vezes,amo td aqui...este lindo horizonte lilas.

Doces Beijos

E desde ja...feliz dia do amigo !^>^

Doce Essencia

O Profeta disse...

Ao meu querer!
Dias noites, estações esquecidas
Inventei sonhos para sonhar
Lavei mágoas, dores perdidas

Uma árvore toca as águas da lagoa
O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
Um Melro negro solta um pio ao acaso
A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


Convido-te a ver a Cor da Claridade


Doce beijo

A.S. disse...

Layara...

Tão doces palavras merecem que te deixe um terno beijo lilás...

Encanto do Amar disse...

Quem ama está sempre a poetizar, com lembranças do amar, não só poetas sabem amar, poetas traduzem o amar com palavras de amar.

Daniel Hiver disse...

Perfeito... Os poetas sabem escrever... e podem até compreender melhor o amor ou, pelo menos, descrevê-lo mais belamente... Mas fazer amor é mais que poesia. É todas as poesias juntas e muito mais. É um ir e voltar. Se encostar. esquentar. Explodir. Emudecer. Umidificar. blá-blá-blá... A linguagem corporal é mais expressiva as vezes. Nessa hora de fazer amor é um exemplo.
Daniel Hiver

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Layara,

A lentidão da sua palavra, faz um amor pedir pra ir mais devagar, só pra sentir tudo com carinho.

Adorei!

Beijo grande, menina que mora no meu coração.

Rebeca

-

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor oferece um selo DIGA NÃO AO PLÁGIO! Somos originas, porque somos únicos. Cada ser um humano tem uma emoção individual. Por mais que as palavras e os pensamentos sejam parecidos, não temos o direito de pegar algo de alguém e dizer que é nosso. Não podemos trocar palavras e rasurar o sentir do próximo. Encontramos inspiração em alguém, na natureza, na vida, mas não temos o direito de copiar sentimentos. Inspiração é uma coisa, xerocar palavras alheias é outra.



Beijos jogados no ar, sempre!



-

Som do Silêncio disse...

Bom dia Layara!

Obrigada pelas visita e pelas simpáticas palavras que me deixaste :)
Graças a elas aqui estou e adorei este teu blog!

Beijo meu
Som

lia disse...

Palavras de mel... quem ama poetiza, mas quem provoca o amor cria a melodia do cosmos em sintonia idealizada que nem palavras descrevem...

Postar um comentário