sexta-feira, 18 de setembro de 2009

...era tarde


A tarde de ouro enfeitada deixou-se beijar pela luxuria da luz do Sol
Germinou com flores de paixão os sentimentos ali plantados
A tarde se enamorou, ficou ali acariciada com os raios que penetravam
naqueles minutos que suavemente
escorriam nas horas.

Era tarde já era tarde, ela pensou...recolheu-se naquele fim,
outro elemento ali ficou.

A Tarde adormeceu nas lembranças do Sol Poente
Amarelas flores no fim da primavera
 ficaram ali espalhadas...


O Sol mantém a Tarde na saudade que acariciou
Segue na Noite a lembrança que serenou
Escuridão e sombras na madrugada
Debruçando ainda nas manhãs
um resto de Noite, lembranças,
Sombras
quentes das tardes de verão...

A Lua guardou-se chorosa e triste com seu brilho
para sempre longe do Sol e das Tardes,
já era tarde
Eram sonhos as tardes?

Eram tardes
Era Tarde
Tardia conclusão!

Os pensamentos eram estações floridas
quentes raios de sol penetrando
Recordações!


9 comentários:

A Magia da Noite disse...

a tarde marca o final do dia e com ele o nascimento da noite, lugar de escuros pensamentos e outros alentos.

lia disse...

a lua perpetua a luz solar

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA LAYARA, EXCELENTE POEMA... ADOREI!!!
VOTOS DE UM FELIZ FIM DE SEMANA... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Everson Russo disse...

Menina, que lindo, "a lua guardou a tarde do sol", isso é simplesmente uma visão da alma, de tudo aquilo que a tarde nos prepara pra chegada da madrugada que tanto conhecemos e elevamos...esse seu poema é de uma sensibilidade impar, quando eu crescer quero escrever assim, me ensina? Que seu horizonte todo lilás de sonhos de amor, receba do meu Belo Horizote raios de sol, luar, brilho de estrelas, bale de nuvens e muita paz,,,um lindo final de semana pra ti...beijos na alma...

Silvana Nunes .'. disse...

Que maravilha de espaço. Voltarei sempre.
Saudações Florestais !

Delfim Peixoto disse...

Convido a inscrever-se em http://arteseculturas3.ning.com/

O mar me encanta completamente... disse...

Olá minha lindinha, venho me desculpar pela ausencia, mas não estou bem de saude.
Estamos muito traumatizados e tristes com tudo o que aconteceu, (viste la no meu blogue)
Vim agradecer teu carinho,
e dizer que é sempre uma delicia "viajar" aqui no teu cantinho, caminhar por tuas palavras...


Bom fim de semana.

£åßi®iñtø disse...

Oi Guria...

Meu blog chat ta aberto a sua presença sempre que quiser, pode até ficar pra bater um papo, vou adorar rsrsrsrs

Beijo

Bandys disse...

Layara,
O Sol guarda na saudade a Tarde que
Acariciou, e ali deixou entregue na
Escuridão da Noite, adormecida nos
Braços de ventos da madrugada.


Que lindo! Uma delicadeza que só poetisas como você sabe detalhar com tanta beleza, amei!

Postar um comentário