quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Ficção


Entre um anoitecer e um amanhecer, amanheço meus sentimentos abraçados aos teus, anoiteço os desejos nos sonhos teus. Acordamos a história escrita nos dias de outrora e colores as lacunas dos dias meus. Lembra-me de uma quase realidade, um caso reinventado, um trato, um silencio musicado no baile da saudade.

Ensaiamos uma dança no tempo, vestida com os traços criados de véu carmim, teus beijos sabor de frutas roubadas. Vontade antiga, desejo de ficar em meio ao sonho entre um anoitecer e um amanhecer.

Teus lábios afagam meus receios, nesses dias roubados do Tempo, um oásis de desejo um (a)mar de sonhos. Confidenciamos nossos medos, encaixamos nossas queixas, e deixamos que nossos corpos aos poucos desapareçam na imensidão do Horizonte e nossos Desejos se encontrem na Ficção.

11 comentários:

T@CITO/XANADU disse...

Olho o amanhecer
O amanhecer acaba.

Olho o anoitecer
O anoitecer acaba

O amor
O amor acaba.

A vida sim
é que é imensa...

(Sol radiante no Planalto Central)

Beijos
Tácito

lia disse...

Os amantes não têm hora... é sempre tempo que lhes falta...

Encanto do Amar disse...

Entre um segundo e outro sustenta-se o desejo do amor.

Bjo!

Everson Russo disse...

Tantas vezes anoitecemos esperando o amor, implorando pela vinda dele junto com a mardugada, que ele venha e nos traga paz, assim como paz existe em seu horizonte lilás...beijos querida e uma linda noite pra ti...

Akhen disse...

Está lindo, mas permita-me que diga qual o meu conceito de

Amantes
Amar é
desejar intensamente
que corpos e almas
se fundam
como um só
e que nada mais
exista
para além de nós.

seu gordo disse...

desejo puro e consentrado rsrs beijo do gordo ha e a foto dos garotinhos e nota 10

A Magia da Noite disse...

as portas do divino prazer de se amar são fechadas com as chaves dos sentidos, quando os entregamos, elas abrem-se de par em par e deixam entrar os prazeres que só o amar nos pode dar.

Everson Russo disse...

Meu horizonte fica faltando uma cor quando seu horizonte some entre as nuvens...exatamente a cor lilas...beijos menina poesia e um lindo final de semana pra ti.

Amanda disse...

Entre um anoitecer e um amanhecer, muitas coisas acontecem, e elas parecem ser eternas...

Beijos em versos!!!

Valdemir Reis disse...

Olá Layara.

Volto aqui para matar a saudade. Sempre que o tempo permite aproveito para visitar e me atualizar. Confesso que estou ausente face às atividades, mas como diz o poeta; “amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, assim falava a canção...” Aproveito para compartilhar o poema a seguir;
"Viva a Vida"...
“Por que Viver é Exalar Pura Energia!
É Devolver Sorrisos.
É Acreditar que o Bem Sempre Vence o Mal.
É Conquistar Amigos.
É Ser Sempre Leal e Fiel.
É Transformar a Dor em Alegria.
É Ter Amor no Coração.
É Correr Atrás dos Sonhos, da Inspiração, e dos Projetos
Buscando Sempre o Entendimento das Coisas.
Viver é Ser Sempre da Paz.
É Orar em Agradecimento pelas Dádivas Recebidas.
É Buscar o que Te Faz Bem, e aos Outros Também.
Viver é Lembrar que o Sorriso é o Idioma Universal.
É Lembrar que o Final não Existe.
É Saber que Tudo é um Eterno Recomeço.
E Ver a Vida Sempre com o Amor no Coração.” A. d.
Votos de um ótimo fim de semana. Muita paz, saúde e proteção. Brilhe sempre! Fique com Deus. Sucesso...

Valdemir Reis

Ariana disse...

Lindo texto, feito com emoção. Muito bem descrito, literalmente...
Como hoje estou monossilábica, só tenho a dizer:
noite,
abraços,
emoção,
desejo,
despertar,
sorriso!

Beijos!

Postar um comentário