quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Queria saber te Amar.


Fecho meus olhos em lembranças e notas de uma música inventada materializam-se a minha volta, cada nota em meus sentidos me recordam apenas uma dança, a dança de nossos desejos entoados de sussurros arrepiando nossa pele, e teus lábios ávidos buscando os meus.

Abro os olhos nesse leito sem sentido e vejo o brilho da Lua.

Se fechar amor os meus olhos, não poderei ver o encanto da lua e tudo o que queria era saber se olha o encanto da lua ou se vê no horizonte uma forma de amar. Só queria que soubesse que nesse leito sem sentido eu olho a lua que brilha logo ali.

Queria amor saber te amar e saber quais palavras te dizer, se enfeito todas com o brilho da lua e nem assim eu sei se faz sentido a lua que enfeita a noite e se ela te faz sonhar, Não faz sentido meu desejo de que olhe a lua.

Queria que por um momento quisesse olhar adiante, e que meus sentimentos tocassem os teus. Queria que soubesse que nesse Leito sem sentido eu olho a lua que ilumina um ponto onde estou, e gostaria que aqui também estivesse, porque não faz sentido estar em um ponto onde você não está.

Queria amor que soubesse
Que eu só queria saber como está
Que invento uma melodia
De olhos fechados nesse leito sem sentido
Somente pra saber como devo eu te Amar.

(?)

9 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, moça inspirada!
O amor e a lua, a música, tudo lindo nesse Blog de cor linda! É muito bom amar e contemplar a lua ao mesmo tempo, eu bem o sei, querida.
Você está bem?
Estou com saudades!
Tenha um lindo dia!
Beijos,
Renata

Everson Russo disse...

Lindo, lindo, lindo, é de arrepiar, essas notas dessa canção, canção que embala as madrugadas, faz da chuva harmonia, faz da lagrima alegria, quem não quer ou não procura esse amor? amor sem medidas, sem fronteiras, amor insano, amor eterno, um amor totalmente lilás, daquele carinho jamais encontrado em outra cor...menina, é bom chegar aqui e ver novos horizontes...beijos na alma e um lindo dia...troco sua chuva daí, que adoro, pelo dia claro daqui,,,que nada me inspira...aceita?

Amanda disse...

Querida, a sua poesia tem uma nota de saudades de quem desejas amar... Não há regras para saber amar alguém, simplesmente agimos por intuição, simplesmente...

Beijos em versos!!!

lia disse...

Amar, não se aprende e o amor de alguém não se prende. Ninguém pode ensinar o próprio coração e ninguém pode prender um coração.
Por isso o amor não se (a)prende. Não se prende nem se (a)prende...

εïз εïз Doce Essencia εïз εïз disse...

Doce Amanda,

cada poema que postas e uma emoçao envolvente.
Maravilhoso,mais este.

Doces Beijos

Doce Essencia

T@CITO/XANADU disse...

Se você linda poetisa
Não sabe como amar
Quem irá saber?
Que tal amar
apenas deixando-se
ser amada?

Elaine disse...

Olá!
Este é um comentário-convite.
Meu blog está completando neste mês um ano " no ar". Para celebrar e juntar gente interessante estou promovendo uma blogagem coletiva.
Ficarei feliz se você puder participar. Será um modo de divulgar seu espaço e conhecer outros blogs interessantes e que têm algo a dizer.
Conto por você.
O link para a inscrição é este:
http://elainegaspareto.blogspot.com/2009/08/convite-convocacao-pedido-promocao-ou.html
Elaine

A Magia da Noite disse...

amar na distância, na ausência, na contingência de não ser igualmente amado é dor, é dúvida é cansaço.

Everson Russo disse...

Que a chuva que hoje cai sobre seu horizonte Lilás, não seja aquela chuva de conflitos e triste, e sim uma chuva que traga a calma, traga o frescor do amor, a paz de olhar o infinito sendo banhado de carinho pelas nuvens...beijos minha linda poetisa, um otimo final de semana pra ti...e claro, todo lilás....

Postar um comentário