terça-feira, 18 de agosto de 2009

Uma página de sonhos.


Encontrei-te entre as estrelas cintilantes,
Brilhava solitário acordando sentimentos
Lembranças da alma, cativa no peito.

Trazia um acorde de cordas
Entoava canções de saudades
Enviou com os Ventos das madrugadas
Notas de brisa luxuriante, inebriante.

Dancei na melodia sussurrada
Abraçada em minhas lembranças
Sentindo na pele o roçar das asas
Das borboletas.

E juntos entrelaçamos um verso no outro
Desenhamos os beijos com pigmentos
Da cor da Lua, descobrimos que o amor
Mora do outro lado da rua, sem nomes
Uma sombra, uma metáfora.

Dessas madrugadas de sonhos
Uma flor de meus cabelos levou
E aqui o Poeta deixou uma canção
Embalando meu sono...


[Palavras inspiradas na poesia Lilás - Everson Russo,Poeta,músico,sonhador,inspirador,
Alma Linda!
Um beijo de carinho e Obrigada pelas Letras]

http://olivrodosdiasdois.blogspot.com/

7 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo o poema, Mulher! Já me sinto íntima, viu? Olha, tem dois selos no meu Blog para os amigos, em posts diferentes. Passa lá para pegá-los e, se quiser, comente.
Beijos, querida, e tenha um bom dia,
Renata

Everson Russo disse...

Seus versos são de prender o folego,arrepiar os sentimentos e desejar a cada segundo da madrugada, e que cada segundo passe lento, passe fixo, pare pra absorver cada perfume vindo do jardim, cada vento vindo da imensidão, cada toque vindo da alma direto pro coração...obrigado pelo carinho da amizade e pela companhia das madrugadas, alias, companhia inspiradoramente lilás...beijos na alma....e um lindo dia pra ti.

seu gordo disse...

o everson russo realmentedescreve o amor assim a vida tambem beijo minhaa querida otima semana pra ti iluminadissima

seu gordo disse...

ele deu a dica e vc descreveu com perfeiçao

paula barros disse...

Querida muito bonita essa parceria. Me desculpe, não sei se devo chamar parceria o que surge de sentimentos tão bonitos, onde sentimentos e energias boas vão fluindo, indo e vindo, onde faz o sol ter mais brilho, e as estrelas terem vidas. Que bom,fico feliz de ver você inspirando o poeta já mais do que inspirado, mas que precisa do lilás mais e mais para colorir a íris dele, e dá cor ao arco-íris.

Adorei, estava precisando ler vocês, estou precisando dessa luz que ilumina vocês e inspira.

abraços

lia disse...

o amor mora do outro lado da rua... sem nomes - sem rótulos, nem títulos, apenas tema e essência.

Bandys disse...

Layara,
Uma dupla arrasadora..
"Da cor da Lua, descobrimos que o amor
Mora do outro lado da rua, sem nomes
Uma sombra, uma metáfora."
Lindo!

Beijos

Postar um comentário